Prêmio Cosme de Farias

Reconhece experiências e ações dos municípios e entidades parceiras do Governo que se destacaram na redução dos índices de analfabetismo.

Homenagem

O Prêmio faz uma homenagem a um nome reconhecido por lutar em causas populares, sobretudo no combate ao analfabetismo. Entre os trabalhos desenvolvidos por Cosme de Farias, está a criação, em 1892, da Campanha do ABC, distribuindo milhares de cartilhas no País, quando ainda tinha 14 anos. Já em 1915, criou a Liga contra o Analfabetismo; e criou e manteve durante mais de 60 anos quase 200 escolas para alfabetização de jovens e adultos.

2ª Edição do Prêmio

A segunda edição do Prêmio Cosme de Farias contou com 97 experiências inscritas por educadores, prefeituras e instituições parceiras do Topa. A premiação reconhece aqueles que mais se destacaram durante a execução do programa, em cinco categorias: Município, Entidade da Sociedade Civil, Alfabetizador, Coordenador de Turma e Tradutor-intérprete da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

Os primeiros colocados de cada uma delas recebem, respectivamente, R$ 40 mil, R$ 20 mil, R$ 10 mil, R$ 5 mil e R$ 5 mil. A escolha foi feita pelo Comitê do Programa Topa – Todos pela Alfabetização, formado por 15 representantes da sociedade civil.

A experiência premiada na categoria Alfabetizador foi de Iracy dos Santos Silva, que fez um trabalho na comunidade de Jiribatuba, no município de Vera Cruz, para reduzir a evasão dos seus alunos. "Propus dar aulas nas suas residências para facilitar o acesso, já que os alunos são pescadores, marisqueiras, catadores de piaçavas e extrativistas que trabalham e muitas vezes estão cansados na hora de irem para a aula", explicou.

Na categoria Tradutor/Intérprete de Libras, o vencedor foi Márcio Araújo de Oliveira, de Conceição do Jacuípe. Em oito meses, ele alfabetizou cerca de oito surdos em Libras, além disso, fomentou o uso da linguagem nas turmas do Topa em 2008. Na categoria Coordenador de Turmas, o prêmio foi para Charlene Ribeiro de Souza, de Santa Cruz Cabrália. Já a Entidade premiada foi o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Euclides da Cunha. A entidade firmou parceria com a Direc e deu total apoio aos coordenadores, alfabetizadores e alfabetizandos. E, por último, na categoria Municípios, o vencedor foi Barra do Choça.

 
Coordenação do TOPA - Todos pela Alfabetização
6ª Avenida Nº 600, Centro Administrativo da Bahia - CAB, Salvador, Bahia, Brasil, CEP: 41.745-000 | Tel.: (0xx71) 3115.1355 | Fax: (0xx71) 3115.1360
E-Mail: topa@educacao.ba.gov.br | www.educacao.ba.gov.br